Revista Multimídia Ambiental

Pensando em um mundo melhor.

Novo mapa revela dados inéditos do território amazônico

Por Myrian Conôr, em Castanhal Pará.

Imagens mostram detalhes antes invisíveis, como rios e estradas.
Amazônia foi dividida em 1816 partes, cada uma com 3025 km².

Um novo mapa da Amazônia revela detalhes antes não conhecidos em cerca de 30% do território do bioma no Brasil. Desenvolvido pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA) em parceria com o Banco Mundial, o Exército e o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), ele já está disponível para consulta na internet, mas a maior parte das informações ainda está sendo processada e deve ser acrescentada nos próximos meses.

Os detalhes inéditos permitem enxergar, por exemplo, afluentes e subafluentes de rios que eram invisíveis nas imagens disponíveis até agora. Também é possível identificar estradas secundárias abertas na floresta, facilitando a fiscalização contra o desmatamento ilegal.

Read the rest of this entry »

Anúncios
Deixe um comentário »

Criado fundo para reflorestamento de R$ 605 milhões.

por Karla Costa em Belém do Pará.

Criado um fundo para investimentos em projetos de reflorestamento e aproveitamento econômico de florestas que contará com mais de R$ 600 milhões. A iniciativa conta com a participação da Vale, do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e dos fundos de pensão da Caixa Econômica Federal (Funcef) e da Petrobrás (Petros) e tem o objetivo de reflorestar uma área total de 450 mil hectares até 2022. Cento e cinqüenta mil hectares serão usados para plantio de florestas industriais. Outros 300 mil serão destinados a áreas de proteção e recuperação de mata nativa.

A Vale deverá deter 40% das cotas. De acordo com o presidente da Vale, Roger Agnelli, entre os possíveis investidores estão China, Japão e Bahrein. Para o presidente da mineradora, o projeto visa retornos social e econômico e se constitui em uma alternativa de renda para a população local. A estruturação financeira e as busca de investidores será realizada pela Global Equity.

A iniciativa toma como base o Projeto Vale Floresta que, desde 2007, plantou 24,5 milhões de árvores numa área de 70 mil hectares. Para executar o projeto, será constituída a empresa Vale Florestar S/A, que receberá os recursos e deverá arrendar fazendas com áreas degradadas, especialmente no Estado do Pará.

Palma – Nesta quinta, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, lança o Programa de Produção Sustentável de Palma de Óleo no Brasil no município de Tomé-Açu, no Pará, que visa incentivar o cultivo da palmeira em áreas degradadas. Segundo os ministros da Agricultura, Wagner Rossi, e do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, serão financiados apenas projetos que estiverem em áreas indicadas pelo zoneamento agroecológico e devem beneficiadas principalmente as regiões Norte e Nordeste do País.

http://sociedadesustentavel.terra.com.br/

1 Comentar »

Aprovada produção de biodiesel pela Petrobras em Portugal.

por Karla Costa em Belém do Pará.

O Conselho de Administração da Petrobras aprovou a constituição das empresas que vão desenvolver projeto de produção de biodiesel em Portugal, em parceria com a Galp Energia. O projeto deve entrar em operação em 2015, quando deverá produzir 250 mil toneladas/ano, com investimentos estimados em US$ 240 milhões. O biodiesel, segundo a empresa, será destinado ao mercado europeu.

Para o suprimento da unidade de biodiesel portuguesa será implantado um pólo agro-industrial no Brasil, no Estado do Pará, para cultivo da palma (dendê), com produção de cerca de 300 mil toneladas/ano de óleo e investimentos estimados em US$ 290 milhões. O investimento total estimado para o projeto é da ordem de US$ 530 milhões a ser realizado em partes iguais pelas empresas.

Read the rest of this entry »

Deixe um comentário »

Imazon registra desmatamento de 76 km² para o mês de março na Amazônia

Por Myrian Conôr, em Belém do Pará.

Área é correspondente a 47 vezes o tamanho do Parque Ibirapuera, em SP.
Número pode ser diferente por causa da cobertura de nuvens no período.

Relatório publicado nesta terça-feira (3) pela ONG Imazon (Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia), que monitora de forma independente o desmatamento, aponta que em março de 2010 foram devastados 76 km² na floresta. A área é correspondente a 47 vezes o tamanho do Parque Ibirapuera, em São Paulo.

O Imazon lembra que os dados para o período podem estar subestimados, por causa da cobertura de nuvens durante o mês de março. De acordo com a ONG, foi possível monitorar, no período, somente 37% da área com cobertura florestal na Amazônia Legal, pois 63% do território estava coberto por nuvens. A cobertura afetou 66% do território avaliado em março do ano passado.

Read the rest of this entry »

Deixe um comentário »

Vazamento de petróleo desafia a tecnologia no Golfo do México

Por Myrian Conôr, em Castanhal Pará.

Robôs, drenos e dispersantes são usados para tentar evitar desastre.
Quase um milhão de litros de óleo se espalha no mar por dia nos EUA.

Às 22h do dia 20 de abril houve uma explosão no Golfo do México. Onze funcionários da empresa British Petroleum ficaram desaparecidos no acidente. Desde então, formou-se uma corrida contra aquele que pode ser tornar em breve o maior derramamento de óleo já ocorrido nos Estados Unidos, e um dos maiores da história – somando todas as manchas, a área é comparável ao tamanho de um país como Porto Rico.

O acidente ocorreu em uma região de intensa exploração de petróleo, a 65 quilômetros da costa do estado americano da Louisiana.
Quando a plataforma Deepwater Horizon pegou fogo, um sistema automático deveria ter fechado imediatamente uma válvula no fundo do mar. Deveria, mas não fechou.
O equipamento de emergência falhou e, quando a plataforma afundou, dois dias depois, a tampa do poço ficou aberta. E há 12 dias o petróleo vaza sem interrupção.
E agora que o equipamento falhou, interromper o vazamento de quase um milhão de litros de petróleo por dia no Golfo do México, e que acaba de chegar a uma reserva natural?

Read the rest of this entry »

Deixe um comentário »